Telefone / Fax: (51) 3339.1811 sbdrs@sbdrs.org.br

As manchas são um dos problemas que mais levam pessoas aos consultórios dos dermatologistas. Entretanto, é ainda maior o número de pessoas que ignoram o surgimento delas na esperança que sumam, agravando o problema em casos onde a intervenção médica seria necessária. O dermatologista pode dar um diagnóstico correto e determinar se são manchas inofensivas ou se necessitam de tratamento.

Em primeiro lugar, é vital saber identificar as manchas, já que elas possuem diversos tipos e variam nas cores e aspectos. As manchas senis, por exemplo, costumam aparecer depois dos 40 anos nas mãos, braços e pescoço e caracterizam-se pela cor amarronzada, bordas arredondadas e tamanhos variados. Já as eflides, popularmente chamadas de “sardas” e também bastante comuns, aparecem principalmente na face, nariz, maçãs do rosto. Embora na maioria das vezes não causem problemas, as sardas podem escurecer devido à exposição solar e agravarem-se.

Já a fitofotodermatite são manchas marrons com fundo avermelhado e aparecem a partir do contato com frutas cítricas, como o limão, seguido de exposição ao sol.

O melasma é um distúrbio da pigmentação, uma mancha mais difícil de tratar. Acomete principalmente as mulheres. Podem surgir durante ou após a gravidez, por conta de questões hormonais e pela exposição exagerada ao sol. Essas manchas acometem mais a face, mas existe também o melasma extra-facial. Elas não têm tamanho predefinido e são escuras. Infelizmente não há cura para o melasma, mas existem diversos tratamentos que amenizam o problema, se forem corretamente executados.

Algumas doenças sistemas e cânceres de pele se comportam como manchas. Daí a importância de tratar suas manchas com um médico dermatologista. Ele fará uma anamnese e exame clínico e dermatoscópico detalhado e saberá se é uma mancha inofensiva ou algo que devemos nos preocupar.

Independente da causa e do tipo, quem observa o surgimento de uma mancha deve procurar imediatamente um dermatologista e realizar o tratamento correto. Apesar de na maioria dos casos não serem um problema grave, as manchas que não recebem atenção profissional podem causar diversos problemas na imagem e na saúde das pessoas e dificultarem um tratamento posterior. Portanto, o melhor tratamento para as manchas é a consulta precoce com um bom dermatologista e seguir fielmente o tratamento por ele recomendado.

Autora: Dra. Patrícia S. C. Holderbaum, dermatologista SBD-RS.

A SBD-RS não se responsabiliza pelo conteúdo dos artigos apresentados na Palavra do Dermato. O artigo apresentado acima é de total responsabilidade do autor.

Divi WordPress Theme