Telefone / Fax: (51) 3339.1811 sbdrs@sbdrs.org.br

Irritação das mãos, rachaduras, aspereza, com coceira e desconforto. O dermatologista é essencial para o exame minucioso incluindo outras áreas da pele e para diferenciar das outras doenças que também afetam mãos.

Contato com produtos químicos em especial trabalhos hospitalares, na metalurgia, limpeza e preparo de alimentos costuma ser a causa. Atópicos são pessoas alérgicas, com tendência a asma, rinite e também tendem mais a essa dermatite. Mas pode surgir em qualquer pessoa. Pessoas com trabalho úmido ou que lavam as mãos mais de 10 vezes ao dia perdem proteção natural.

RECOMENDAÇÕES:

– ao primeiro sinal da dermatite, evitar contato com agentes químicos; não fazendo isso a cura definitiva fica mais demorada e difícil.

– use menos sabonete ao lavar as mãos; sabonetes não devem ser perfumados. Melhor aplicar álcool-gel para desinfecção das mãos do que lavar.

– luvas de borracha podem piorar a situação pois são alergênicas: recomenda-se luva com forro interno de tecido e externo impermeável ( vinil ). Em caso de trabalho, cada agente químico tem um tipo de luva mais adequada.

– A cura ira depender de evitar novos contatos com produtos desencadeantes. Testes alérgicos – através de fitas coladas as costas por 48 hs – podem ser necessárias em alguns casos para descobrir o alergeno a evitar.

– hidratantes à base de ceramidas reforçam as brechas intercelulares da epiderme, preenchendo e bloqueando penetração de agentes agressivos; devem ser usados 3 a 5 vezes durante o dia.

– Cremes de corticoides não devem ser usados com finalidade hidratante da pele e não se prolonga muito o uso pelo risco de absorção e atrofia.

– diversas medicações sistêmicas podem ser cogitadas nos casos resistentes, diminuído a espessura da pele e inflamação

Autor: Dr. Cesar Bimbi

A SBD-RS não se responsabiliza pelo conteúdo dos artigos apresentados na Palavra do Dermato. O artigo apresentado acima é de total responsabilidade do autor.

Divi WordPress Theme