Telefone / Fax: (51) 3339.1811 sbdrs@sbdrs.org.br

O hemangioma infantil, ou hemangioma da infância (HI), é o tumor benigno mais comum nessa faixa etária. Normalmente apresenta uma coloração avermelhada e brilhante.

O hemangioma tem uma evolução bem característica, as lesões são discretas ao nascimento e evoluem em tamanho e cor durante o primeiro ano. A partir de então, a lesão interrompe seu crescimento e começa um período de involução.

Esse fato faz com que, na maioria dos casos, o manejo seja realizado através de acompanhamento médico em intervalos regulares, sem necessidade de intervenções. Porém, pode haver complicações e a mais comum é a ulceração.

A medicação de primeira escolha para os casos que requerem tratamento (risco de comprometimento estético ou quando prejudica o funcionamento de um órgão) são betabloqueadores orais. Outras opções que podem ser utilizadas incluem os betabloqueadores tópicos, corticoides orais e laser.

Malformações Vasculares

Ao contrário dos hemangiomas, as malformações vasculares estão presentes desde o nascimento e não involuem. Existem diversos tipos de malformações vasculares, sendo que a Mancha Vinho do Porto é um dos mais comuns. Freqüentemente afeta apenas metade do rosto (respeitando a linha média).

Aumenta proporcionalmente ao crescimento da criança e pode estar presente em qualquer área do corpo, sendo a face e a região cervical os locais mais frequentes. As lesões podem ser róseas na infância, mas tendem a se tornar vinhosas com a idade. A terapêutica de escolha é um laser específico para alterações vasculares, chamado Pulsed Dye Laser, que é um laser seguro e bastante eficaz.

Autora: Dra. Juliana Catucci Boza

A SBD-RS não se responsabiliza pelo conteúdo dos artigos apresentados na Palavra do Dermato. O artigo apresentado acima é de total responsabilidade do autor.

Divi WordPress Theme