Telefone / Fax: (51) 3339.1811 sbdrs@sbdrs.org.br

A Dermatologia Cosmiátrica tem sido alvo de um interesse crescente por parte das pessoas que buscam melhorar a aparência, motivados por padrões estéticos. Cada vez mais as pessoas procuram novos tratamentos para o embelezamento e para retardar os sinais de envelhecimento cutâneo. O inverno é o melhor momento para procurar o dermatologista com vistas à programação dos procedimentos de rejuvenescimento da pele.

A fotoproteção é considerada pelos dermatologistas o cuidado diário mais importante para manter uma pele saudável e deve ser continuada no inverno, ou seja, deve ser um hábito diário. Como regra básica, devemos preferir os filtros com FPS 30 ou maiores, que protejam contra os raios ultravioleta A e B. Deve estar sempre associada a qualquer tipo de tratamento prescrito ou procedimento realizado pelo dermatologista.

Alguns ativos tópicos como retinóides, alfa-hidroxiácidos e anti-oxidantes, como a vitamina C, E, melatonina, entre outros, auxiliam na manutenção das condições normais da pele e ajudam a manter estruturas que firmam a pele como o colágeno, glicosaminoglicanos e elastina.

Além dos produtos tópicos, o arsenal terapêutico para tratar e prevenir o envelhecimento conta com tratamentos seguros e embasados em literatura científica, como a aplicação de toxina botulínica, os preenchimentos cutâneos, os peelings químicos e físicos, os lasers, entre outros.

A toxina botulínica atua relaxando a musculatura local e impedindo a contração muscular no local aplicado, consequentemente, a formação das rugas. Os pacientes que já apresentam rugas de expressão formadas também são beneficiados pela aplicação da toxina botulínica, pois a tendência é o desaparecimento das rugas com as sucessivas aplicações. Os resultados duram em média 4 a 6 meses e são técnico-dependentes, ou seja, variam conforme a técnica utilizada e a experiência do profissional.

Os preenchimentos cutâneos são procedimentos cirúrgicos minimamente invasivos que utilizam materiais de preenchimento, com o objetivo de aumentar ou repor o volume dos tecidos. O ácido hialurônico é, na atualidade, um dos produtos mais utilizados para preenchimentos faciais, pelos excelentes resultados cosméticos e comprovada segurança.

Os bioestimuladores, como o ácido poli-L-láctico e a hidroxiapatita de cálcio, proporcionam melhora dos contornos faciais e corporais e também da flacidez, pelo estímulo à formação de colágeno na derme. Os resultados são naturais e duram de 2 a 3 anos.

Os peelings químicos provocam uma descamação controlada, eliminação de pigmentos e renovação da pele. Eles podem ser superficiais, médios ou profundos, de acordo com o ácido utilizado e o objetivo do tratamento. Os peelings são indicados principalmente para a eliminação de manchas e lesões causadas pelo sol.

A microdermoabrasão é um peeling físico que consiste na remoção da epiderme e derme superficial através de um processo de abrasão por cristais, proporcionando renovação cutânea e melhor penetração dos ativos tópicos. Não provoca escamação após o procedimento e geralmente é indolor. Pode ser realizada com intervalos semanais, quinzenais ou mensais, conforme a necessidade do paciente.

Os lasers ou as luzes também atuam no rejuvenescimento cutâneo. Os mais utilizados são os não-ablativos, ou seja, aqueles que não provocam dano maior à pele, como a luz intensa pulsada. Esta luz atua revertendo os efeitos do sol na pele, como manchas e vasos dilatados, estimulando também a produção de colágeno. Ela não pode ser realizada em pele bronzeada, por isso o melhor momento para este tratamento é o inverno. É aplicada com intervalo de 3 a 4 semanas e o paciente não precisa se afastar das suas atividades habituais, pois não provoca descamação.

A terapia fotodinâmica é realizada através da aplicação do ácido 5-aminolevulínico seguida pela exposição à fonte de luz ou laser. Era utilizada apenas para o tratamento do câncer de pele, mas os estudos científicos mostraram que os pacientes que utilizaram este tratamento para o câncer de pele, apresentaram também uma melhora cosmética da face, preferindo este tratamento aos tratamentos clássicos. Por isso, a terapia fotodinâmica hoje pode ser utilizada também para o rejuvenescimento cutâneo, com a vantagem de ainda tratar as lesões malignas e pré-malignas da pele.

A luz infravermelha, a radiofrequência e o ultrassom microfocado também podem ser utilizados para o tratamento da flacidez leve, retardando assim uma cirurgia plástica. Estas tecnologias provocam a contração do colágeno através da produção de calor na derme. A luz infravermelha e a radiofrequência são indolores e podem ser utilizadas tanto na face e pescoço, quanto no corpo, mas os resultados são mais modestos. Já a aplicação de ultrassom microfocado é mais dolorosa, mas geralmente apresenta resultados melhores.

No inverno também a celulite pode ser tratada através da Subcision. O procedimento é feito com anestesia local. Com as lesões anestesiadas, são feitas as punções na pele e, em seguida, incisões horizontais no subcutâneo para seccionar os septos que tracionam a pele para baixo, promovendo o desaparecimento das depressões cutâneas. Requer alguns cuidados no pós-operatório, cinta elástica por 30 dias e evitar exposição solar enquanto os hematomas não forem reabsorvidos.

Autor: Dra.Taciana Dal’Forno Dini

A SBD-RS não se responsabiliza pelo conteúdo dos artigos apresentados na Palavra do Dermato. O artigo apresentado acima é de total responsabilidade do autor.

 

 

Divi WordPress Theme